Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3585
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Silagem de P. maximum cv Mombaça com diferentes níveis de inclusão de raízes de mandioca (Manihot esculenta Crantz)
metadata.dc.creator: Ercvania Rodrigues Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: Emanuel Orestes da Silveira
Resumo: Devido ao período de estiagem que acomete a região norte nos períodos entre junho a dezembro, a escassez de alimento é uma das principais causas das baixas produtividades em produto animal nestas regiões. Como estratégia alimentar neste período, a confecção de silagens de forrageiras pode se tornar uma alternativa viável. O favorecimento de altas temperaturas, luminosidades e alta pluviometria são condições extremamente favoráveis para a alta produção de forragem nesta região em que, as sobras podem ser conservadas e utilizadas no período de maior escassez. Desta forma a produtividade animal pode ser mantida, fazendo com que os animais em produção atinjam os índices esperados em um menor tempo, sua produtividade pode ser até aumentada, diminuindo também a utilização de outras áreas, conseguindo desta maneira uma maior remuneração e permanência do produtor nesta atividade. O experimento será conduzido nas dependências do laboratório de solos da Universidade Federal da Amazônia- ICSEZ no município de Parintins-AM. Os tratamentos serão constituídos por silagem preparada com diferentes proporções (em relação ao peso da matéria verde), entre forragem e raiz da mandioca (Manihot esculenta Crantz). As proporções (relações) entre raiz da mandioca e forragem (R/F Raíz em relação a forragem) serão de R/F-5/95, R/F-25/75, R/F-75/25 e R/F-95/5%. As forragens e raízes serão triturados. Por ocasião do preparo de cada tratamento a forragem será picada, retirada uma amostra para as análises bromatológicas e pesada, assim como as raízes. Em uma lona plástica limpa serão colocadas as proporções e misturadas. Após a mistura serão acondicionados em recipientes plásticos de 20 litros em três repetições em um delineamento inteiramente. Na ensilagem a mistura será acondicionada e prensada para a expulsão do ar e vedada para impedir a entrada de ar (oxigênio). Após 60 dias as silagens serão abertas e retiradas amostras para as avaliações bromatológicas. As amostras retiradas tanto da forragem, raiz, como dos diferentes tratamentos, acondicionados em caixas de isopores (com gelox, para o controle da temperatura) e serão enviadas ao laboratório de
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Silagem, Capim-Mombaça, Mandioca
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Agrárias: Conservacao de Alimentos para Animais
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Zootecnia e Ciências Sociais Aplicadas - Parintins
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3585
Data do documento: 31-jul-2014
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.