Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3696
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Escorpiões (Arachnida, Scorpiones) urbanos e o escorpionismo no Amazonas
metadata.dc.creator: Magda Rabelo da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Juliana de Souza Araújo
metadata.dc.description.resumo: Os escorpiões são artrópodes terrestres amplamente distribuídos pelo mundo, ocorrendo desde os desertos mais áridos até as florestas mais úmidas. Esses animais possuem grande variação na atividade de acordo com o ambiente onde são encontrados. Os animais de regiões desérticas possuem hábitos noturnos, enquanto as espécies tropicais são mais crepusculares Cloudsley-Thompson, 1980). A ordem Scorpiones possui aproximadamente 1.500 espécies, distribuídas em 165 gêneros e 20 famílias e estima-se que o número de espécies possa alcançar 7.500 com estudos posteriores. Os primeiros estudos sobre o veneno de escorpiões e escorpionismo no Brasil foram realizados por Murano (1915) e Brazil (1918). Estima-se que cerca de 8.000 acidentes com pessoas por ano no Brasil, sendo 50% desses ocorridos apenas nos estados de Minas Gerais e São Paulo. Na região Norte, o Pará é o estado que registra o maior número de acidentes, com a maioria dos casos ocorrendo na região metropolitana de Belém, com aproximadamente 55% dos acidentes ocorreram nessa região entre os anos de 1998 e 2005. No Amazonas, especificamente em Manaus, apenas no ano de 1993 foram registrados 64 acidentes. A fauna de escorpiões de importância médica na Amazônia é constituída pelas espécies Tityus cambridgei, T. metuendus, T. silvestris, T. gasci, T. strandi, T. bastosi e T. raquelae, todas pertencentes à família Buthidae. No Amazonas a maioria dos acidentes ocorridos com as espécies T. metuendus e T. silvestres e até o momento, não existem registros oficiais de acidentes com outras espécies para o estado. Atualmente os acidentes com animais peçonhentos são registrados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação SINAN que fornece registros de escorpionismo a partir de 2007. Esses dados são públicos e através deles poderemos traçar um perfil dos acidentes com escorpiões no estado do Amazonas. Com isso este projeto visa registrar as espécies de escorpião coletadas nas áreas urbanas no de diferentes municípios do estado do Amazonas e realizar o levantamento das notificações de acidentes com escorpiões no Amazonas. O estudo das espécies que ocorrem nas áreas urbanas dos municípios do Amazonas será baseado nas coletas realizadas pelos técnicos da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas FVS e no levantamento das coleções científicas da UFAM e INPA. Com relação às notificações de acidentes com escorpiões, serão analisados os dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação SINAN. Os dados disponíveis são do período de 2007 a 2013 e serão avaliados quanto ao município de ocorrência, distribuição dos casos ao longo do ano, sexo e faixa etária do acidentado e ainda será analisada a evolução dos casos registrados no estado.
Abstract: 
Keywords: acidentes, envenenamento, Amazônia
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Zoologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Biologia
Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3696
Issue Date: 31-Jul-2014
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Relatorio_Final_Magda_2a_submissao.pdf716,85 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.