Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4158
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: INSTRUMENTOS DE CONTROLADORIA: UM ESTUDO NOS HOSPITAIS ACREDITADOS NO BRASIL.
metadata.dc.creator: Samya de Melo Nogueira da Costa
metadata.dc.contributor.advisor1: Manoel Martins do Carmo Filho
Resumo: Os instrumentos de controladoria são utilizados para o controle de informações à tomada de decisão. De acordo com a Organização Nacional de Acreditação ONA (2010), a Acreditação é um sistema de avaliação e certificação da qualidade de serviços de saúde, que é voluntário, periódico e reservado. O projeto justifica-se pois mostrará a sociedade brasileira quais os hospitais que já possuem acreditação hospitalar, ou seja, os hospitais que são referência em qualidade de serviços. O objetivo geral do projeto é avaliar os instrumentos de controladoria que são utilizados pelos hospitais acreditados. Trata-se de uma pesquisa qualitativa. No que se refere aos métodos utilizado o projeto será uma pesquisa documental, quanto aos objetivos é exploratória, quanto a amostragem é uma pesquisa não probabilística induzida por acessibilidade. O projeto de pesquisa elaborará tabelas para demonstrar os dados e facilitar as análises.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Controladoria
Acreditação
Hospitais.
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Sociais Aplicadas: Ciencias Contabeis
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Contabilidade
Faculdade de Estudos Sociais
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2013
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4158
Data do documento: 31-jul-2014
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.