Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4608
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Influência do polimorfismo do gene FTO em fatores predisponentes ao adoecimento cardiovascular em adultos jovens que frequentam a Universidade Federal no Estado do Amazonas
metadata.dc.creator: Bianca Maria Schneider Pereira Garcia
metadata.dc.contributor.advisor1: Elisa Brosina de Leon
metadata.dc.description.resumo: As doenças crônicas não transmissíveis, incluindo as doenças cardiovasculares são consideradas as principais causas de óbitos no mundo. Diversos fatores estão associados ao desenvolvimento das doenças cardiovasculares, ressaltando-se a importância dos fatores: obesidade e sobrepeso. A obesidade é caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, podendo ter início em qualquer fase da vida. Concomitantemente ao processo de sua instalação, também pode ocorrer o desenvolvimento de anormalidades metabólicas, como aumento excessivo de triglicérides, colesterol total, lipoproteínas de baixa densidade e glicemia. Nessa acumulação, intervém tanto os hábitos alimentares e de estilo de vida, os fatores sociológicos e as alterações metabólicas e neuro-endócrinas, como os componentes hereditários. No genoma humano, tem-se observado um número de variantes genéticas comuns parecem estar associados com índice de massa corporal (IMC) e a obesidade, e a associação mais forte é encontrada em um polimorfismo de nucleotídeo único (SNP) rs9939609 no gene associado à obesidade (FTO), no cromossoma 16 (BRUNKWALL et al., 2013). Portanto, os estudos destinados a obter dados sobre a incidência de fatores genéticos que influenciem no adoecimento cardiovascular são necessários para o entendimento completo e elaboração de propostas de saúde pública. Diante do exposto, o objetivo do estudo é estimar a influência dos polimorfismos do gene IL-6 em fatores predisponentes no adoecimento cardiovascular em adultos jovens que frequentam a universidade federal no Estado do Amazonas. Será realizado um estudo seccional, sendo elegíveis todos os estudantes, de ambos os sexos, de 18 a 25 anos, que frequentam a Universidade Federal do Amazonas nos cursos de Fisioterapia e Educação Física. Após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido, os alunos serão convidados a preencher um questionário contendo informações referentes à: identificação do curso, sexo, idade, cor da pele, tabagismo, alcoolismo e hábitos alimentares, atividade laboral, atividade física, número de moradores e de sanitários no domicílio, horas de sono, dados socioeconômicos, história familiar. Também será realizado um recordatório alimentar de 24 horas. Após o questionário serão realizados: medidas de peso, altura, circunferência abdominal e pressão arterial e coleta de sangue para posterior análise dos polimorfismos do gene FTO por PCR em tempo real, assim como dosagem de citocinas por citometria de fluxo.
Keywords: Polimorfismo
FTO
Doenças cardiovasculares
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Educação Física e Fisioterapia
Faculdade de Educação Física e Fisioterapia
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4608
Issue Date: 31-Jul-2015
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bianca Maria Schneider Pereira Garcia - Sobrepeso.pdf410,95 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.