Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4706
Tipo: Relatório de Pesquisa
Título: Abordagem da Informação Intercultural no Contexto Diplomático: Considerações sobre as Políticas da Água
Autor(es): Felipe Vlaxio Lopes
Primeiro Orientador: Katia Viana Cavalcante
Resumo: O diálogo entre nações é um assunto de caminhos bifurcados, e o tratamento da informação diplomática parte do mesmo pressuposto. Nesse sentido, a cooperação internacional entre políticas públicas se torna, ao mesmo tempo, complexa e essencial. É o caso, por exemplo, das águas internacionais. Nascendo aqui, desaguando acolá, a água de rios e mares não comporta fronteiras invisíveis, nem admite proprietários. Corre livremente, independendo das ações de governanças quanto ao seu uso e/ou submissão. Diante destes cenários, surgem as perguntas: Quais políticas são compartilhadas a respeito disso? O que as autoridades internacionais têm a dizer sobre a preservação, a poluição, a má utilização, a posse oficial dos recursos hídricos e o contrabando da água que ocorre em seus quintais? Na iminência de um quadro de escassez as discussões sobre recursos ambientais e sua geopolítica tendem a evitar possíveis guerras pela água. A despeito dessa situação, existe atualmente a vaga crença de que as autoridades internacionais não medem esforços para a solução desse problema. Entretanto, até onde essa é uma realidade comprovadamente palpável? Nesse sentido, existe uma necessidade apartidária de se estudar as possíveis consequências desses aspectos não apenas sobre o ponto de vista das governanças, mas igualmente dos governados. Verifica-se ad hoc um déficit de informações no que diz respeito a trabalhos científicos que explanem as ações interculturais e diplomáticas, ou que se incomodem sequer com a acessibilidade à sua busca. Em todo caso, quaisquer que sejam os fatores expostos pelas causas diplomáticas, pode-se enxergar uma fragilidade na divulgação daquilo que realmente interessa às pessoas: a verdade sobre as ações executadas por seus estados maiores. Desta forma o objetivo desta proposta é o de compreender o manuseio da informação no contexto diplomático e suas influências na comunicação intercultural, e, no caso, especificar a temática: políticas da água. Os procedimentos metodológicos serão pautados em uma abordagem qualitativa tendo como objeto a análise dos procedimentos referentes às relações interculturais e diplomáticas que tratem da questão sobre a temática água. No que concerne à abrangência crítico-dialética dos referidos assuntos, propõe-se a adoção de técnicas bibliográficas que atendam amplamente os fatores de informação, interculturalidade e diplomacia. Já a respeito das políticas da água, sugere-se, em adição às bibliografias, a análise dos discursos de documentos oficiais publicados nos contextos pertinentes ao objeto deste trabalho.
Abstract: 
Palavras-chave: Informação Intercultural
Politicas das Aguas
Contexto Dipl
CNPq: Ciências Sociais Aplicadas: Biblioteconomia
Idioma: pt_BR
País: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Biblioteconomia
Instituto de Ciências Humanas e Letras
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4706
Data do documento: 31-Jul-2015
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.