Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4774
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Teoria Quântica de Campos: Uma Investigação da Eletrodinâmica de Maxwell-Chern-Simons
metadata.dc.creator: Dafny da Silva Santos
metadata.dc.contributor.advisor1: Igor Tavares Padilha
Resumo: A teoria quântica de campos (TQC) tem se apresentado como uma ferramenta importante em estudos recentes de diferentes áreas da física, tais como teoria de partículas e nuclear, cosmologia, teoria da matéria condensada, física de altas energias, física estatística e fenômenos críticos. Um efeito interessante é que o termo da eletrodinâmica de Chern-Simons pode ser induzido via teoria de perturbação partindo da TQC, mostrando que tal termo pode ser derivado sem grandes problemas de um formalismo mais robusto. A proposta deste trabalho é apresentar conceitos que não são comumente vistos nos cursos de graduação em Física como: Teoria Clássica e Quântica de Campos mostrando que os conceitos e ferramentas contidos nestes formalismo são extremamente relevantes e interessantes para um estudante em física, uma vez que apresentam extrema elegância e alto grau de aplicabilidade.
Palavras-chave: Teoria de Campos
Eletrodinâmica
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Fisica Classica e Fisica Quantica; Mecanica e Campos
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Física
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4774
Data do documento: 31-jul-2015
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
PIB-E_0033_2014-Relatorio_Final_Dafny.pdf521,94 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.