Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5119
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Perfil quimico e atividades biologicas de extratos de galhos, cascas e flores de Copaifera multijuga
metadata.dc.creator: Leandro da Silva Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Valdir Florêncio da Veiga Junior
Resumo: O gênero Copaifera encontra se distribuído pela América Latina, África e Ásia, sendo que no Brasil são relatadas 16 espécies exclusivas. A maior parte dos estudos científicos deste gênero concentra-se no estudo da composição química do seu óleo-resina, devido ao seu uso extensivo na medicina tradicional. Considerando as pesquisas já relatadas sobre este gênero, existem poucos estudos de outras partes da planta como galhos, cascas e flores. Dentre estes, destacam-se o estudo de 5 espécies de Copaifera, onde o extrato obtido teve como constituintes químicos principais compostos fenólicos, proantocianidinas e o isolamento do iminoácido não proteico, N-metil-trans-4-hidroxi-L-prolina presente em folhas da espécie C. multijuga Hayne da Amazônia. No estudo fitoquímico do extrato da casca do tronco de Copaifera langsdorfii Desf., foram isolados e identificados os ácidos ent-caurenóico e betulínico, além de sesquiterpenos, ácidos graxos, esteroides e outros diterpenos e triterpenos. Dentre esses o triterpeno ácido betulínico se destaca com amplo espectro de atividades biológicas, incluindo ação antimicrobiana, anti-helmíntica, anti-HIV, antioxidante e antitumoral para vários tipos de câncer, incluindo melanoma. Apesar dos estudos que vêm sendo realizados, verifica-se que há poucos comparados com a enorme fonte de recursos químicos e biológicos que as espécies desse gênero possuem. Nos estudos iniciados em extratos de C. multijuga detectou-se a presença de terpenos e substâncias flavonoidicas por meio da utilização do conjunto de reagentes de reconhecimento específicos (NP-PEG, sulfato cérico e vanilina sulfúrica). Foram realizadas extrações de substancias de baixa, média e alta polaridade das flores, cascas e galhos. Caracterizou-se cromatograficamente constituintes presentes em todas as partes estudadas e por meio do fracionamento obteve-se o isolamento de dois cristais obtidos das flores e dos galhos. O trabalho de caracterização dos extratos utilizando técnicas espectrométricas e cromatográficas para obtenção de frações bioativas a partir de extratos de Copaifera, propiciam o estudo científico de extratos ainda não estudados, contribuindo para química de produtos naturais assim como para atividades biológicas já descritas para óleo-resina e que não foram testadas para as outras partes da planta. Propõe-se a continuação desse estudo com a elucidação estrutural e realização dos ensaios biológicos das substancias isoladas, isolamento dos demais constituintes majoritários e caracterização por técnicas analíticas de cromatografia líquida de alta eficiência e espectrometria de massas.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Copaiba
bioensaios
terpenos
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Quimica dos Produtos Naturais
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5119
Data do documento: 31-jul-2016
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.