Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5290
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Prospecção química e atividade antimicrobiana dos extratos e frações de Struthanthus sp parasita da munguba e Phthirusa sp parasita do ingá
metadata.dc.creator: Clycia Anaíze Nobre de Nazaré
metadata.dc.contributor.advisor1: Renata Takeara
metadata.dc.description.resumo: O uso dos produtos naturais, especialmente os derivados das plantas medicinais, para promover o alívio de doenças, é reconhecido tradicionalmente por mais de cinco milênios em várias civilizações. No decorrer dos anos, o estudo destes produtos tem contribuído enormemente para o desenvolvimento de diversos fármacos com importantes aplicações terapêuticas. As doenças infecciosas representam uma importante causa de morbidade e mortalidade entre humanos, especialmente nos países em desenvolvimento. A pesquisa de novos agentes antimicrobianos se faz necessária devido ao surgimento de microrganismos resistentes e de infecções oportunistas fatais, associadas a AIDS, quimioterapia antineoplásica e transplantes. O estudo de agentes antimicrobianos tem grande abrangência, sendo ponto crucial em vários setores do campo farmacêutico e cosmético. O uso da erva-de-passarinho (Loranthaceae) tem se mostrado, de um modo geral, bastante eficaz no tratamento de diversas enfermidades, e o seu emprego na medicina popular tem aumentado consideravelmente nos últimos anos. São utilizadas no mundo inteiro para tratarem diversas enfermidades, tais como, problemas respiratórios, artrites, debilidade nervosa, diabetes, inflamações, hemorroidas e alguns tipos de câncer. As utilizações de relatos mais frequentes de plantas da família Loranthaceae se referem ao efeito anti-hipertensivo, com ação sobre a pressão sanguínea e anti-inflamatório. O objetivo deste trabalho é avaliar o perfil químico dos extratos alcoólicos e frações das folhas de Struthanthus sp parasita da munguba e Pthirusa sp parasita do ingá e atividade antimicrobiana dos extratos e frações por ensaio in vitro. O material botânico será coletado a margem direita do Rio Amazonas no município de Itacoatiara-AM. As folhas secas e trituradas serão extraídas com etanol. Os extratos e frações serão analisados para a presença de metabólitos secundários por meio de ensaios cromáticos em tubos de ensaio e em placas cromatográficas de gel sílica (CCD). A atividade antimicrobiana será analisada in vitro utilizando os protocolos descritos por Rosa et al, (2003) e Vaz et al, (2009), utilizando um painel com cepas ATCC (American Type Culture Collection, EUA) dos seguintes microrganismos: Escherichia coli, Staphylococcus aureus, Candida albicans e Candida krusei. Os resultados que serão obtidos poderão contribuir substancialmente para apoiar os poucos estudos quimiotaxonômicos de Loranthaceae, bem como para a descoberta de novas substâncias com possibilidades terapêuticas e aplicações tecnológicas. Nesse sentido, a avaliação da composição química e o estudo de atividades biológicas dos extratos brutos de plantas da família Loranthaceae da região poderão contribuir para investigações futuras que levem ao desenvolvimento de produtos com aplicação medicinal, cosmético entre outros.
Abstract: 
Keywords: Loranthaceae
antimicrobiano
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmacognosia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia - Itacoatiara
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5290
Issue Date: 31-Jul-2016
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.