Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3448
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: Avaliação do potencial antidiabético da casca do caule de Byrsonima garcibarrigae Cuatrec. (Malpighiaceae)
metadata.dc.creator: Tallita Marques Machado
metadata.dc.contributor.advisor1: Fernanda Guilhon Simplicio
metadata.dc.description.resumo: A enzima alfa-glucosidase está envolvida em diversos processos bioquímicos fundamentais do metabolismo humano, como a degradação de polissacarídeos em monossacarídeos, geração de glicogênio e glicoproteínas, biossíntese de lipídeos, catabolismo de outros peptidioglicanos e outros glicoconjugados, além da biossíntese e modificação de alfa-glicoproteínas. Desta forma, é alvo da maioria dos medicamentos existentes para tratar uma síndrome metabólica que atinge milhares de pessoas no mundo, Diabetes Mellitus. A flora brasileira possui uma grande diversidade de espécies vegetais, muitas delas com o potencial farmacológico ainda desconhecido no meio científico, como é o caso das espécies do gênero Byrsonima (Malpighiaceae). Menos de 15 das mais de 150 espécies do gênero foi estudada cientificamente, sendo a grande maioria, espécies da região central do Brasil. Apesar de poucas, as espécies já estudadas tiveram várias atividades farmacológicas comprovadas e várias substâncias biologicamente ativas isoladas. Em um teste realizado com algumas espécies do gênero Byrsonima de ocorrência na cidade de Manaus, o extrato aquoso da casca do caule de Byrsonima garcibarrigae, espécie arbórea amazônica praticamente desconhecida no meio científico, apresentou a menor concentração necessária para inibir 50% da enzima alfa-glucosidase, despertando o interesse em se caracterizar melhor seu potencial antidiabético. Nessa direção, este projeto propõem avaliar o potencial antidiabético de extratos, frações e/ou substâncias obtidas da casca do caule da Byrsonima garcibarrigae Cuatrec., visando de identificar possíveis marcadores fitoquímicos para sua potencial antidiabético. Para tanto, será realizado um estudo fitoquímico bioquimicamente monitorado pela capacidade das frações obtidas inibirem a alfa-glucosidase. Ao final desse processo, a amostra que mais se destacar terá seu potencial antidiabético avaliado in vivo, por meio de um modelo de indução de diabetes mellitus em ratos Wistar. Espera-se com isso, além de identificar a substância ou fração responsável pela atividade biológica apresentada pela espécie, contribuir para o estudo científicos de plantas amazônicas, ainda negligenciadas por pesquisadores brasileiros.
Keywords: diabetes mellitus
Glucosidase
Plantas medicinais
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências da Saúde: Farmácia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Farmacêuticas
Faculdade de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2012
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/3448
Issue Date: 31-Jul-2013
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tallita Marques Machado.pdf770,82 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.