Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1635
Tipo: Relatório de Pesquisa
Título: Jovens Tukano do Alto Rio Negro e suas fronteiras em Manaus
Autor(es): Bárbara Reboucas Alencar
Primeiro Orientador: Iolete Ribeiro da Silva
Resumo: A noroeste do estado do Amazonas situa-se uma região em que vivem vários grupos étnicos, caracterizando-se esta região conhecida com Alto Rio Negro por uma pluralidade lingüística e rica diversidade cultural. Em termos geopolíticos, esta região apresenta uma divisão que tem como base os principais rios, cujos cursos correspondem a locais habitados milenarmente por determinado grupo étnico. Desse modo, no rio Tiquié, reúnem-se os grupos de língua tukano. Os povos do Alto Rio Negro têm cerca de três séculos de contato com os não-índios. Como outros povos indígenas da região amazônica, a história de contato desses povos é marcada por relações de conflito, sofrimentos e perdas. Um estudo sobre escola indígena realizado por Weigel (2000) aponta indícios documentais a respeito de uma situação de significativo número de crianças e jovens indígenas do Alto Rio Negro que foram retiradas, sistematicamente, de suas comunidades, para estudar na cidade de Manaus. Um estudo posterior (WEIGEL, 2006), empreendido para confirmar esta hipótese mostrou que, de fato, a vinda de crianças e jovens indígenas para a cidade se deu. Entretanto, um grande número desses jovens não veio para estudar e um significativo contingente nunca retornou para as comunidades, permanecendo na cidade, como referem narrativas de indivíduos tukano. Esta pesquisa se propõe analisar em documentos e registros históricos indicados na pesquisa acima referida as narrativas sobre a vinda de crianças e jovens tukano para a cidade de Manaus, buscando apreender circunstâncias e condições sócio-educacionais, sócio-políticas e socioculturais que engendraram esse fluxo e a permanência desses indivíduos na cidade. A produção de conhecimento sobre esta questão tem um significado importante tanto para a história da sociedade amazônica em especial, no que diz respeito ao conhecimento sobre processos de vida do povo Tukano quanto para o estabelecimento de novas bases nas relações de educadores com jovens Tukano residentes em Manaus. A pesquisa tem como objetivo geral analisar em documentos e registros históricos a vinda de jovens tukano para a cidade de Manaus, buscando apreender circunstâncias e condições sócio-educacionais, sócio-políticas e socioculturais que engendraram esse fluxo e a permanência desses indivíduos na cidade. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, na medida em que serão analisados dinamismos da vida dos jovens Baniwa, a serem apreendidos em registros encontrados sobre a mobilidade entre aldeia e cidade. A coleta de dados se fundamentará exclusivamente no exame de documentos e registros diversos, a serem levantados nos acervos documentais de arquivos públicos, como também de centros de documentação de instituições ligadas ao processo em questão tais como bibliotecas públicas.
Abstract: 
Palavras-chave: juventude
tukanos
alto rio negro
CNPq: Ciências Humanas: Psicologia Educacional
Idioma: pt_BR
País: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
Sigla da Instituição: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Psicologia
Faculdade de Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa PIBIC 2008
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/1635
Data do documento: 24-Jul-2009
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
pib-SA-0003-2008-_Tukano[2].pdf604,85 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.