Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4778
Tipo de documento: Relatório de Pesquisa
Título: Um Estudo sobre o Uso de Experimentação como Ferramenta no Ensino de Química, na visão dos Licenciandos de Química da UFAM.
metadata.dc.creator: Morgana de Souza Araújo
metadata.dc.contributor.advisor1: Katiuscia dos Santos de Souza
Resumo: O ensino de química vem se dinamizando nos últimos anos com a utilização de ferramentas de ensino e recursos pedagógicos que visam facilitar o aprendizado dos alunos, em busca de uma aprendizagem significativa. Dentre as ferramentas que mais se destacam na literatura científica para o ensino de ciências/química estão à experimentação, os jogos e ultimamente as redes sociais. As atividades experimentais tem sido objeto de estudo na área de ensino da química, por constituir um importante aspecto de ensino-apredizagem, e estimular o interesse dos alunos nas aulas e em atividades subsequentes (GIORDAN, 1999; FRANCISCO JR, 2008). No entanto, os futuros professores tem em geral uma ideia equivocada sobre o uso e a finalidade dessa ferramenta e é assim que o trabalho vai contribuir, estudando quais as concepções sobre experimentação tem os alunos de licenciatura da UFAM e promovendo oficina acerca do assunto.
Resumo em outro idioma: 
Palavras-chave: Experimentação, Formação Inicial de Professores
Área de conhecimento - CNPQ: Ciências Exatas e da Terra: Quimica
Idioma: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Editor: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Química
Instituto de Ciências Exatas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2014
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/4778
Data do documento: 31-jul-2015
Aparece nas coleções:Relatórios finais de Iniciação Científica

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.