Please use this identifier to cite or link to this item: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5074
metadata.dc.type: Relatório de Pesquisa
Title: AVALIAÇÃO DA DIVERSIDADE DE FUNGOS ZOOSPÓRICOS DESENVOLVIDOS NO IGARAPÉ DO MINDÚ.
metadata.dc.creator: Paulo Alessandro de Souza Amaral
metadata.dc.contributor.advisor1: Maria Ivone Lopes da Silva
metadata.dc.description.resumo: Os fungos aquáticos na cadeia alimentar que são considerados os consumidores primários, participando da decomposição de substâncias orgânicas autóctones e alóctones, desempenhando papel importante atuando como sapróbios, por serem responsáveis, por grande parte da decomposição da matéria orgânica. Dentre esses grupos diversificados, os fungos zoospóricos se destacam. São caracterizados por apresentarem flagelos em suas estruturas de reprodução assexuada (zoósporos) e ou sexuada (gameta). Não são considerados em linhagem evolutiva um grupo monofilético, mas vem sendo utilizado de forma didática para alguns organismos heterotróficos flagelados, cuja diversidade estima-se em 1.988 espécies, amplamente distribuídas nos mais diversos ecossistemas aquáticos e terrestres. Trabalhos relacionados com micota zoospórica da região amazônica foram iniciados por Karling (1944 a 1947), encontrando muitos representantes de Chytridiomycota pertencentes a diversos gêneros. Visando contribuir com o conhecimento da diversidade dos fungos zoospóricos em corpos d água na cidade de Manaus, foi selecionado o Igarapé do Mindú que corre pelos bairros da cidade sofrendo modificação pela ação do homem. Os dados serão coletados em diversos locais de toda a extensão do Mindú, em Manaus, a fim corroborar e também de aumentar os conhecimentos sobre este grupo de organismos aquáticos, bem como uma associação com as condições da água e do solo, verificando espécies encontradas e o seu potencial adaptativo às condições ambientais a elas expressas. As amostras coletadas de água e solo serão preparadas conforme métodos preconizados por SPARROW (1960) e SCOTT (1961) in MILANEZ & BENEKE (1968) que consiste na iscagem múltipla com substratos celulósicos, queratinosos e quitinosos. Após análise do material obtido nas coletas, os fungos desenvolvidos serão identificados quando possível a nível especifico. Com base em informações anteriores de trabalhos realizados em outros ambientes é possível inferir que representantes do Filo Chytridiomycota (Reino Fungi) e do Filo Oomycota (Reino Stramenopila) deverão ser observados nesta pesquisa.
Abstract: 
Keywords: zoospóricos
água
solo
metadata.dc.subject.cnpq: Ciências Biológicas: Micologia
metadata.dc.language: pt_BR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Amazonas
metadata.dc.publisher.initials: UFAM
metadata.dc.publisher.department: Parasitologia
Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: PROGRAMA PIBIC 2015
metadata.dc.rights: Acesso Restrito
URI: http://riu.ufam.edu.br/handle/prefix/5074
Issue Date: 31-Jul-2016
Appears in Collections:Relatórios finais de Iniciação Científica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.